Paulicéia (quase) parada

Vale a pena conferir a série de reportagens “SP (quase) parada”, com que meu irmão, Antonio Biondi, ganhou a categoria internet do Prêmio CNT de Jornalismo deste ano.

São 11 matérias, publicadas na Carta Maior, mostrando os problemas e as possíveis soluções na área de trânsito e transportes na Paulicéia cada vez mais desvairada.

As entrevistas, com gestores do poder público, pesquisadores e militantes, apontam a necessidade de integração – tanto entre os diferentes modos de transporte como com outros campos do planejamento urbano.

Quanto à proposta de desestimular o transporte particular (que em muitos casos vira individual), não há consenso entre os entrevistados, embora alguns defendam a idéia abertamente.

Sobre isso, em tempos de aquecimento global, ouvimos, na Agência Brasil, o professor Paulo Artaxo, um dos brasileiros no IPCC. Menos carro e menos compra, sugere ele a quem quer colaborar – confira clicando aqui.

Tags: , , , ,

3 Respostas to “Paulicéia (quase) parada”

  1. Rodrigo Savazoni Says:

    Que seja definitivo seu retorno ao universo fantástico da escrita digital cuneiforme, seu Pedro…Tudo em Software Livre, como deve ser…Cheirinho bão esse, de Leoa…E o seu irmão é foda…Amo vocês…

  2. pedrobiondi Says:

    É isso aí, grande Sava… Me sinto um pouco paleolítico diante desse mundo que é a web. Muito a descobrir…

    Abração.

  3. Charge escrita: trânsito em São Paulo « Cheiro de Leoa Says:

    […] essa discussão, recomendo a premiada série de reportagens “SP (quase) parada”, do meu […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: